No segundo dia da 72ª sessão dos debates da Assembleia Geral da ONU (#UNGA), o Espaço VIP de Mídia Social da ONU recebeu o presidente da França, Emanuel Macron.

Em entrevista no Facebook Live da ONU, o líder francês falou sobre a importância do multilateralismo, da ação climática e também sobre a crise de refugiados, terrorismo entre outros.

Macron afirmou que “o que está em jogo na ONU é o dia a dia das pessoas, não somente grandes ideias”. Para ele, o foco está no “forte compromisso da comunidade internacional em melhorar a vida das pessoas”.

O embaixador do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, PNUD, e ator de Game of Thrones, Nikolaj Coster-Waldau, também participou dos encontros paralelos à sessão da Assembleia Geral.

Coster-Waldau, conhecido mundialmente pelo seu papel como Jamie Lannister da série de TV, chegou à sede da ONU, nesta quarta-feira, acompanhado de duas convidadas muito especiais: suas filhas.

O embaixador do PNUD participa da #UNGA esta semana para ajudar a lançar uma nova iniciativa para acabar com a violência a mulheres e crianças, e para defender a liderança na ação climática.

O presidente do Panamá, Juan Carlos Varela, e o ministro do Meio Ambiente da Costa Rica, Edgar Gutérrez, também foram entrevistados no Espaço VIP de Mídia Social da ONU.

Na Assembleia Geral, Portugal foi um dos países lusófonos a discursar nesta quarta-feira. O primeiro-ministro português, António Costa, disse que as prioridades de seu país são “uma ONU mais forte, mais solidária, capaz de prevenir conflitos, aliviar o sofrimento humano e promover a paz e a prosperidade”.

Ao falar sobre a reforma das Nações Unidas, Costa disse que esse esforço deve chegar ao Conselho de Segurança com a presença permanente de um país do continente africano, do Brasil e da Índia.

O primeiro-ministro de Portugal reforçou ainda a importância da língua portuguesa, que atualmente é um instrumento de comunicação de dimensão global.

Segundo ele, até 2050, quase 400 milhões de pessoas devem falar português, e isto justificou sua adoção como idioma oficial em várias organizações internacionais.

António Costa afirmou que “a adoção do português como língua oficial das Nações Unidas permanece um desígnio comum aos diferentes dados da Comunidade de Países de Língua Portuguesa”.

Acompanhe a cobertura completa em português e imagens dos bastidores da #UNGA:

Notícias: radio.un.org/por
Facebook: facebook.com/onunewsport
Twitter: @onunews
Instagram: @nacoesunidas